Defesa de Tese de Doutorado: Karina Luzia Andrade

18/10/2022 10:29

No dia 14/10/2022 a pesquisadora Karina Luzia Andrade defendeu sua Tese de Doutorado intitulada “Electrospun Nonwoven Mats from Polymeric Association with Natural Rubber and Functionalization with Propolis for Biomedical Applications“.

Neste estudo, fibras obtidas pela técnica de eletrofiação foram desenvolvidas mediante associação polimérica a partir de borracha natural (NR). Foram testadas as combinações de NR:Policaprolactona (NR:PCL) e NR:Polivinilpirrolidona (NR:PVP). Após otimização dos parâmetros de eletrofiação e identificação da combinação polimérica mais apropriada para produção de fibras, visando a aplicação biomédica em questão, foi realizada a funcionalização das fibras com própolis. Os resultados obtidos mediante associação NR:PCL mostraram que o material obtido exige adequações, devido a sua hidrofobicidade. A associação de NR:PVP proporcionou o desenvolvimento de superfícies fibrosas com molhabidade ajustável de acordo com a proporção de cada polímero, sendo isto comprovado experimentalmente e teoricamente. Análises de FTIR e DSC provaram a mistura física dos polímeros na associação NR:PVP. de FTIR e DSC provaram a mistura física dos polímeros na associação NR:PVP. A análise morfológica demonstrou a formação de fibras na escala micrométrica, livres de defeitos e com a presença de pontos de cruzamento. A adição de PVP em NR causou uma diminuição do diâmetro médio das fibras e em concentrações ≥ 50%, permitiu a obtenção de um material hidrofílico, compatível com as aplicações em lesões cutâneas. A amostra fibrosa com maior potencial de aplicação em lesões de pele foi designada sendo a NR:PVP 50:50, a qual foi submetida ao teste de dissolução em água e a sua dissolução parcial foi observada, o que sugere que a amostra é um candidato promissor como matriz para liberação de medicamentos. Diante deste cenário, esta amostra foi funcionalizada com própolis. A funcionalização com própolis interferiu no diâmetro médio das fibras e nas características de molhabilidade, enfatizando a hidrofilicidade do material. Além disso, não foi observada citotoxicidade significativa para o material desenvolvido.

Conclui-se então que a incorporação de PVP em NR afetou positivamente as propriedades de superfície do biomaterial, exibindo características que podem ser de interesse em aplicações biomédicas quando o controle da molhabilidade é necessário, como em lesões cutâneas. Vale destacar ainda a possibilidade de manter e melhorar as propriedades biológicas do biomaterial através da funcionalização com própolis.

 

Nossos Parabéns a Nova Doutora e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Dissertação de Mestrado: Fernando Elias Guckert

13/09/2022 10:48

No dia 12/09/2022 o pesquisador Fernando Elias Guckert defendeu sua Dissertação de Mestrado intitulada “Synthesis of polybutylene succinate by enzymatic transesterification:A study of kinetic behavior and enzymatic stability in the reuse of immobilized lipase“. O objetivo dessa pesquisa foi descrever o comportamento cinético da síntese de Polibutileno Succinato (PBS) através da transesterificação enzimática de dietilsuccinato e 1,4-butanodiol utilizando lipase imobilizada (N435) em reações em massa e solução. Além disso, foi investigada a recuperação e reutilização do biocatalisador em novos ciclos de produção de PBS, para avaliar a atividade enzimática e a estabilidade na reutilização, bem como o grau de polimerização e distribuição da massa molar dos materiais poliméricos obtidos pelo processo de síntese.

 

“Para as reações em massa, foram utilizados 0,1 mol de cada monômero (DS e BDO), sob agitação de 400 rpm e vácuo de 0,1 atm, avaliando-se o efeito das concentrações de N435 (5, 10 e 20 m/m%) e temperatura (60 a 100 °C). Para as reações em solução, as condições foram similares, avaliando-se a adição de 5 e 50 m/m% de DE no meio reacional. A quantidade de N435 foi fixada em 10 m/m%, avaliando-se as temperaturas de 70, 80 e 90 °C. Em cada sistema, foram selecionadas as melhores condições de síntese para a análise do reuso da N435. As reações em massa apresentaram limitações difusionais das cadeias até o sítio ativo da enzima imobilizada, devido às altas viscosidades do meio nas temperaturas investigadas.

Nas reações em massa, a condição de melhor desempenho foi com 10 m/m% de N435 a 90 °C. O tempo de reação foi de 90 minutos, obtendo-se 8,08 g de subprodutos (sendo 9,20 o valor estequiométrico) e Mw de 4000 g.mol-1. Nesta condição, o procedimento de reuso apresentou 4 ciclos com boa estabilidade enzimática. A atividade inicial da N435 foi 32,4 U.g-1, decaindo para 3,8 U.g-1 ao final do reuso. Além disso, testes indicaram entupimento dos poros do suporte enzimático por cadeias poliméricas após o reuso, contribuindo para o decaimento da atividade enzimática. Para o sistema em solução, maiores taxas de remoção de etanol foram observadas com 5 m/m% de DE. Limitações viscosimétricas ainda foram observadas nesta condição, decaindo com o aumento das temperaturas de reação. Utilizando-se 50 m/m% de DE, foram observados maiores tempos de reação, devido à menor viscosidade gerada pelo solvente. Porém, quanto maior a diluição, menores taxas de reação foram obtidas. Dessa forma, a condição de 5 m/m% de DE apresentou destaque, com valores de Mw entre 2500 e 3350 g.mol-1, sendo aplicada aos procedimentos de reuso, na temperatura de 70 °C (condição ótima de operação da N435), em reações de 60 minutos. Na presença do DE, os resultados indicaram perda significativa de atividade, onde a atividade enzimática inicial foi 31,1 U.g-1, decaindo para 4,5 U.g-1 após o primeiro ciclo de uso, e 1,9 U.g-1 ao fim de 3 ciclos. Um grande decaimento no rendimento em massa do polímero foi observado, em que o valor inicial foi 74,9 %, decaindo para 16,9 % no 3° ciclo de reuso. Testes adicionais sobre os efeitos do DE em contato com a N435 indicaram interações no suporte da enzima, causando maior porosidade, além da lixiviação da enzima adsorvida no suporte, justificando a perda de atividade da N435. Comparando-se os resultados de reuso da N435, o sistema em massa foi mais eficiente, com maior estabilidade da enzima, enquanto que o uso do solvente aumentou as taxas de perda de atividade”.

Nossos Parabéns ao novo Mestre e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado: Jeovandro Maria Beltrame

29/08/2022 14:14

No dia 26/08/2022 o pesquisador Jeovandro Maria Beltrame defendeu sua Tese de Doutorado intitulada: “Modification of Polyesters for the Production of Nanomaterials with Biomedical Applications

“A necessidade de novos dispositivos inteligentes e projetados para mimetizar propriedades e comportamentos biológicos vem despertando constante interesse para o desenvolvimento de dispositivos que visam as aplicações biomédicas. O uso de polímero com características biocompatível e biorreabsorvível possui um interesse particular para aplicações biomédicas. Nesse sentido, poliésteres emergem como uma das classes de polímeros mais estudadas e promissoras para estas aplicações, devido a sua capacidade de serem biorreabsorvidos e/ou biodegradados, além de serem biocompatíveis.

A polimerização de poliésteres por abertura de anel pode ser realizada por enzimas, consideradas catalisadores “verdes”, visto que o seu uso não gera resíduos tóxicos e a reação pode ser conduzida em condições brandas de forma eficiente. Adicionalmente, quando os poliésteres possuem insaturações estas podem ser modificadas, o que possibilita a incorporação de moléculas por ligação covalente com o viés de proporcionar uma redução na hidrofobicidade e cristalinidade dos polímeros.

Logo, este trabalho relata a síntese de poli(globalide-co-ε-caprolactona) (PGlCL) por polimerização por abertura de anel via enzimática (e-ROP) e sua posterior modificação com NAC e Cys, permitindo o desenvolvimento de biomateriais inteligentes viabilizando a liberação enzimática acionada em pH controlado”.

 

Nossos Parabéns ao novo Doutor e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado: Heloisa Ramlow

26/08/2022 10:23

No dia 25/08/2022 a pesquisadora Heloisa Ramlow defendeu sua Tese de Doutorado intitulada: “Polysilazane-derived electrospun SiCN fiber mats: characterization and application in electromagnetic field shielding and electrochemical energy storage”, cujo objetivo foi caracterizar e aplicar tapetes fibrosos de SiCN em armazenamento de energia e blindagem eletromagnética.

“Neste trabalho, a eletrofiação do polissilazano foi otimizada por meio de uma abordagem estatística para a obtenção de fibras mais finas. A evolução do polímero para cerâmica a alta temperatura e o material resultante após pirólise foram avaliados por análises térmicas e técnicas de espectroscopia e difração de raios X. Os tapetes fibrosos de SiCN foram testados como absorvedores de campos eletromagnéticos e como eletrodos de bateria íon-lítio.

As vantagens de utilizar cerâmicas derivadas de polímeros moldadas por eletrofiação foram comprovadas por meio do controle da composição e da estrutura molecular da cerâmica e da morfologia das fibras. As aplicações dos tapetes fibrosos de SiCN comprovadas nesta tese inspirarão o trabalho futuro no campo de cerâmicas avançadas”.

Nossos Parabéns à nova Doutora e aos orientadores da pesquisa. 

Defesa de Dissertação de Mestrado: Nathalia de Oliveira Azevedo

24/08/2022 10:30

No dia 23/08/2022 a pesquisadora Nathalia de Oliveira Azevedo defendeu sua Dissertação de Mestrado intitulada: “Obtenção de Hidrogéis de PVP- Ágar por Irradiação Micro-ondas Incorporados com Compostos Bioativos“.

“Os hidrogéis são materiais poliméricos formados por uma rede tridimensional reticulada, estabelecida através de ligações covalentes ou interações não covalentes. São produzidos a partir de materiais naturais ou sintéticos, contendo de 10% a 98% de água em sua composição, gerando uma estrutura inchada, altamente porosa. Possuem a capacidade de intumescer e reter água ou fluidos, sendo aplicados a produtos higiênicos, agricultura, sistemas de liberação de drogas, vedação, produtos farmacêuticos, aplicações biomédicas, engenharia de tecidos, curativos, entre outros.

Neste estudo, a polivinilpirrolidona (PVP) e o ágar foram utilizados em meio aquoso para obtenção de um hidrogel, por reticulação via aquecimento convencional e via reator de micro-ondas, ambos na mesma temperatura e com a presença de iniciador.

A partir deste ponto, comparações entre os métodos de aquecimento convencional e irradiação micro-ondas foram estudados. Após, análises de fração de gel e intumescimento permitiram ao hidrogel incorporar o extrato da folha de Acca sellowiana (O. Berg) Burret. Então, propriedades morfológicas e reológicas foram investigadas”.

Nossos Parabéns à nova Mestra e aos orientadores da pesquisa.

Retorno das defesas no formato semipresencial – Defesa de Dissertação de Mestrado: Tailin Rieg

15/08/2022 08:52

No dia 12/08/2022 aconteceu mais uma defesa de Dissertação de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (Pós-ENQ) e dessa vez, marcou-se o retorno das defesas no formato semipresencial.

A pesquisadora Tailin Rieg defendeu sua dissertação intitulada Chitosan-Gelatin Beads Containing Copaiba Oil By Nanoemulsion Complex Coacervation, a qual tinha como objetivo o desenvolvimento de uma nanoemulsão de óleo de copaíba seguida de encapsulação com coacervados do complexo gelatina/quitosana, visando aumentar a estabilidade e biodisponibilidade do óleo.

“Primeiramente, o desenvolvimento da nanoemulsão foi avaliado por espalhamento dinâmico de luz (DLS) e aprimorado através da avaliação de diferentes variáveis ​​de processamento. Diâmetro médio de partícula de 281,6 ±  5,813 nm e PdI de 0,293 ±  0,006 foram alcançados após homogeneização a 13.000 rpm por 6 min. A determinação do potencial Zeta foi realizada para avaliar a estabilidade da emulsão. O resultado sugeriu que a gelatina cobriu a superfície das nanocápsulas e legitimou a incorporação adicional de polissacarídeo catiônico para coacervação complexa. A formação de partículas coacervadas foi investigada em três proporções diferentes de quitosana para gelatina (CS:G) (1:15, 1:10 e 1:5) em pH 5,0. Complexos solúveis foram formados a uma razão CS:G de 1:15. Nas condições testadas, a formação de coacervados foi levemente maior na razão CS:G de 1:10 (89%). Os resultados sugeriram a influência da razão mássica dos biopolímeros para o rendimento de coacervação bem como para as morfologias de encapsulamento. Imagens de microscopia óptica e espectros de FTIR indicaram a incorporação de gotículas de óleo de copaíba pelo processo de coacervação, e esferas multinucleadas foram evidenciadas pela primeira análise. O encapsulamento do óleo de copaíba por esferas de coacervados de quitosana e gelatina foi também apontado a partir das imagens obtidas por microscopia eletrônica de transmissão”.

Em resumo, este trabalho desenvolveu um sistema de coacervado formado sem o uso de agentes químicos de reticulação como uma abordagem eficiente para encapsulamento de nanoemulsão de óleo de copaíba.


Nossos Parabéns à nova Mestra e aos professores orientadores da pesquisa.

Defesa de Tese de Doutorado – Rodrigo Battisti

29/07/2021 17:25

No dia 28 de julho o discente Rodrigo Battisti defendeu a sua tese de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (Pós-ENQ), intitulada “FALLING FILM DISTILLATION ASSISTED BY A TWO-PHASE CLOSED THERMOSYPHON: contributions to modeling, control, optimization, and techno-economic assessment of the pilot-scale unit” sob orientação da Prof.ª Dr.ª Cintia Marangoni e coorientação do Prof. Dr. Ricardo Antonio Francisco Machado, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina, e do Prof. Dr. Flavio Manenti do Politecnico di Milano.

A tese do discente Rodrigo Battisti teve como objetivo oferecer contribuições científicas no campo da modelagem dinâmica, controle, otimização e avaliação técnico-econômica de uma unidade de destilação por filme líquido descendente em escala piloto assistida por um termossifão bifásico fechado, visando consolidar e difundir a tecnologia Destubcal como um processo viável de destilação intensificada energeticamente.

Rodrigo com seus orientadores e banca avaliadora durante aprovação do trabalho; Rodrigo no dia de sua defesa; imagem ilustrativa do título de PhD.

Segundo Rodrigo: “Defender minha tese de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal de Santa Cataria, um programa de excelência, representa uma conquista muito valiosa, pois é a gratificação e o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido com intuito de contribuir com o progresso da ciência, mesmo sabendo que nosso trabalho representa apenas um grão de areia no oceano infinito do conhecimento. Certamente foi uma jornada incrível, da qual eu pude compartilhar experiências e vivenciar momentos de muito aprendizado, alegrias e êxitos, terminando essa etapa com sentimento de dever cumprido.

Agradeço a todos os professores e pesquisadores com os quais eu tive a oportunidade de trabalhar, em especial aos meus orientadores e a banca avaliadora pelas contribuições valiosas dadas ao meu trabalho. Agradeço também ao grupo de pesquisa do laboratório LCP por todo apoio e a todos aqueles que fizeram parte dessa inesquecível trajetória. Muito obrigado!”

O LCP a parabeniza por mais essa conquista!

Defesa de Tese de Doutorado – Marina de Souza Melchiors

09/07/2021 16:05

No dia 09 de julho a discente do LCP, Marina de Souza Melchiors, defendeu sua tese de doutorado intitulada “Development of Nanostructured Polymeric Systems Based on Ring-Opening Polymerization (ROP) and Reversible Addition-Fragmentation Chain-Transfer (RAFT) Polymerization“. Marina cursou seu mestrado e doutorado no PósENQ, sendo que o doutorado foi realizado no LCP. Além disso, ela realizou período sanduíche no Instituto de Pesquisa Max Planck, na cidade de Mainz – Alemanha, sob orientação da Prof.ª Dr.ª Katharina Landfester.

A tese da discente Marina S. Melchiors teve como objetivo o estudo da síntese do óxido de limoneno, de origem renovável, via um processo enzimático, e sua utilização para obtenção de poliésteres e nanopartículas poliméricas. Adicionalmente, com o intuito de explorar novos métodos de obtenção de nanoestruturas poliméricas em condições de reação brandas, reações de polimerização mediadas por transferência reversível de cadeia por adição-fragmentação (RAFT) e transferência reversível de cadeia por adição-fragmentação por transferência de elétrons fotoinduzida (PET-RAFT) foram realizadas.

Para atingir estas metas, este trabalho foi dividido em três etapas.

  • Inicialmente, o óxido de limoneno foi sintetizado pela primeira vez por meio de reações de epoxidação do R-(+)-limoneno mediada pela enzima Candida antarctica lipase fração B (NS 88011) imobilizada em um novo suporte com material de baixo custo;
  • A segunda etapa do trabalho consistiu na síntese de copolímeros de óxido de limoneno, via mecanismo de polimerização catiônica por abertura de anel (ROP), empregando diferentes anidridos cíclicos, anidrido ftálico ou anidrido maleico catalisada pelo líquido iônico heptacloro-bis-ferrato de 1-n-butil-3-n-metilimidazólio (BMI·Fe2Cl7);
  • Na terceira etapa do trabalho, reações de polimerização mediadas por RAFT e PET-RAFT foram estudadas por serem estratégias eficientes para produção de nanoestruturas com diferentes tamanhos e formatos em meio aquoso em condições brandas.

Para nós é uma grande felicidade vê-la colher os frutos dessa jornada.

Marina com seus orientadores e banca avaliadora; Nanopartículas obtidas na realização do trabalho; Marina durante seu período de doutoramento sanduíche na Alemanha.

Segundo Marina: “Minha jornada no doutorado foi uma experiência indescritível, com um crescimento profissional e pessoal enorme. Realizar o doutoramento em umas da melhores universidades públicas, com um programa de pós-graduação em Engenharia Química de excelência culminou em um trabalho de pesquisa de ponta e com contribuições científicas para toda a comunidade.

Sou grata aos meu orientadores, ao PósENQ e às agências de fomento que me proporcionaram fazer o doutorado sanduíche no Instituto Max-Planck de Polímeros na Alemanha onde trabalhei em laboratórios com excepcional estrutura e com profissionais extraordinários. E todos aqueles que passaram pela minha vida nessa grande jornada. Meu muito obrigada!

Viva a ciência! Viva a universidade pública! Viva a nós, pesquisadores!

O LCP a parabeniza por mais essa conquista!

Defesa de Qualificação de Doutorado – Regilene de Sousa Silva

21/05/2021 13:45

No dia 21 de maio a discente do LCP, Regilene de Sousa Silva defendeu sua qualificação de tese de doutorado intitulada “Membrana Catalítica Cerâmica Hidrofóbica: Preparação e aplicação no processo de destilação por membranas para recuperação de água residuais têxteis” sob orientação da Prof.ª Dr.ª Cintia Marangoni e coorientação da Prof.ª Dr.ª Regina de Fátima Peralta Muniz Moreira.

Regilene cursou seu mestrado no nosso Programa de Pós-Graduação (PósENQ), onde defendeu a dissertação intitulada “Condições ótimas para tratamento de efluente têxtil usando destilação por membrana por contato direto”. Agora, no doutorado, ela continua esse lindo e importante trabalho, em nosso laboratório.

Banca avaliadora/Discente Regilene no dia de sua apresentação/Esquema Reacional do Trabalho Proposto

Regilene diz: “Qualifiquei meu doutorado e para uma pesquisadora, em meio a tantas incertezas que estamos vivendo hoje, isso é uma vitória. Ser pesquisador não é uma tarefa fácil, por isso cada etapa concluída é um sentimento de muita alegria. Na qualificação é definido o planejamento da pesquisa, identificando e estabelecendo os melhores caminhos a serem percorridos na investigação de um estudo, para que esses resultados contribuem de forma positiva para a ciência. Além disso, é mostrar que a ciência vive, que a pesquisa cientifica está sendo feita, e que é o caminho certo. Que felicidade em contribuir pelo menos um pouquinho com tudo isso. Que felicidade ser pesquisadora!
Gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer minhas orientadoras e a banca avaliadora por cada troca de conhecimento. Agradeço também meu grupo de pesquisa por todo apoio e companheirismo. E obrigada a todos meus familiares e amigos por todo amor.
Viva a ciência!”

 

O LCP a parabeniza por mais essa conquista!

Defesa de Dissertação de Mestrado – Heloísa Bremm Madalosso

15/03/2021 20:34

No dia 10 de março a discente do LCP, Heloísa Bremm Madalosso, defendeu sua dissertação de mestrado intitulada “Modification of Commercial Polymeric Membranes via Electrospraying for Membrane Distillation Applications Aiming to Water Recovery from Textile Wastewater“. A discente Heloísa cursou sua graduação na Universidade Federal de Santa Maria e foi, com toda certeza, uma ótima aluna que veio somar e muito em nosso grupo de pesquisa. Para nós é uma grande felicidade vê-la colher os frutos dessa jornada e saber que irá ficar conosco durante o Doutorado.

Fotos: MEV da membrana modificada durante trabalho/Discente (agora Mestra) Heloísa/Parte de banca avaliadora durante arguição.

Segundo Heloísa: “Realizar o mestrado em Engenharia Química na UFSC foi uma das experiências mais desafiadoras em minha vida. A oportunidade de cursar uma pós-graduação em um programa de excelência, com disciplinas de altíssima qualidade e grande cobrança é única. Os conhecimentos e habilidades adquiridos são incalculáveis. Além de persistência, ser pesquisador requer muita autonomia, disciplina, pensamento crítico e principalmente, o estabelecimento de uma rede de colaboração, visto que nenhuma pesquisa é realizada sozinha. Por essa razão, sou muito grata aos meus orientadores, por todos os conhecimentos partilhados e pela confiança, e também aos meus colegas de laboratório, que estiveram sempre dispostos a ensinar e partilhar experiências.”

O LCP te parabeniza por essa conquista!

Defesa de Tese de Doutorado – José Luiz Francisco Alves

31/01/2021 10:21

No dia 29 de janeiro o discente do LCP, José Luiz Francisco Alves, defendeu sua tese de doutorado intitulada “Dinâmica de Colunas de Destilação de Película Descendente Assistidas por Termossifão“. José ou Zé, como é conhecido no Departamento, cursou seu mestrado e doutorado no PósENQ, sendo que o doutorado foi realizado no LCP. Para nós é uma grande felicidade vê-lo colher os frutos dessa jornada.

Fotos: Discente (agora Doutor) José/Apresentação de resultados da tese de doutorado durante a defesa/Parte de banca avaliadora.

Segundo José: “Acredito que meu doutorado tenha somado de forma única na minha formação acadêmica e profissional, uma vez que eu estive inserido em um laboratório com estrutura de ponta. A oportunidade de trabalhar em laboratório com excepcional infraestrutura refletiu diretamente na qualidade do meu trabalho aqui desenvolvido. Além do desenvolver o meu projeto de doutorado, também tive a oportunidade de desenvolver estudos em outras áreas. Aproveito para agradecer à CAPES, ao PósENQ da UFSC e aos meus orientadores, professores Cintia Marangoni e Ricardo A. Francisco Machado, que são pesquisadores de alta competência e de reconhecimento internacional na minha linha de pesquisa. Viva a universidade pública, gratuita e de qualidade!”

O LCP te parabeniza por mais essa conquista!

Defesa de Doutorado – Maíra Debarba Mallmann

04/12/2020 18:40

No dia 02 de dezembro a discente do LCP, Maíra Debarba Mallmann defendeu sua tese de doutorado intitulada “Polymer-derived Mesoporous Si-M-N Nanocomposites as Co-catalysts for Hydrogen Evolution Reactions“. Maíra cursou seu mestrado e doutorado em nosso Laboratório e para nós é uma grande felicidade vê-la colher os frutos dessa jornada.

Fotos: Parte de banca avaliadora/Discente Maíra no seu período de doutorado sanduíche na França/Análise de microscopia do material obtido em seu doutorado.

Segundo Maíra: “Realizar o doutorado em engenharia química na UFSC foi uma experiência de aprendizado incalculável, desde a oportunidade de cursar disciplinas com os professores renomados do departamento de Engenharia Química até trabalhar com uma área de pesquisa extremamente inovadora. Sou grata aos meu orientadores, ao PósEnq e às agências de fomento que me proporcionaram fazer o doutorado sanduíche na Universidade de Limoges (França), onde pude trabalhar em laboratório com excepcional estrutura. Estar em uma rede de colaboração com outros pesquisadores enriqueceu enormemente a pesquisa, pois ciência não se faz sozinho.

O LCP a parabeniza por mais essa conquista!