Informe sobre calendário de análises térmicas do LCP

21/12/2022 16:08
Diante do recesso das atividades de pesquisa do nosso laboratório, informamos que os operadores do STA entrarão em recesso no período de 09/12/2022 até 16/01/2023. Durante este período não serão realizadas análises e nem recebimento de formulários/amostras.
Ressaltando que todas as solicitações de análises recebidas até o dia 09/12/2022 serão respondidas e devidamente agendadas após o recebimento dos formulários devidamente preenchidos.
At.te

Defesa de Dissertação de Mestrado – Isabela Lúcia Salamin Tolentino

21/12/2022 16:04

No dia 19/12/2022 a pesquisadora Isabela Lúcia Salamim Tolentino defendeu sua Dissertação de Mestrado intitulada “Fotopolimerização Tiol-Eno do Mirceno em Massa, Solução e Miniemulsão”

” Neste estudo foram estudadas as fotopolimerização tiol-eno do mirceno em massa, em solução e em miniemulsão e o polímero sintetizado foi caracterizado. Essa síntese, além de variar as técnicas, foi realizada variando o tiol utilizado (2,2′-(etilenodioxi)dietanotiol, ditiol), (tetraquis(3-mercaptopropionato) de pentaeritritiol, tetratiol) e os dois juntos, a concentração de fotoiniciador (2,2-dimetóxi-2-fenilacetofenona, DMPA – 1 e 4 %).e o tempo de reação (1, 2, 3 e 4 h). Todas as reações realizadas em massa e em solução apresentaram conversões gravimétricas acima de 89% em apenas 1 h de reação. Por meio dos espectros de ¹H RMN foi possível acompanhar a conversão de cada dupla ligação do mirceno e com o aumento do tempo de reação observou-se que as conversões das duplas ligações aumentaram e nas reações com tetratiol essa conversão foi maior. Ainda, com maior quantidade de tetratiol e DMPA, conseguiu-se a conversão de todas as duplas do mirceno e consequentemente teor de polímero reticulado de quase 100%. Na análise de teor de gel percebeu-se que para alcançar essa reticulação máxima foi necessário o tempo de 2 h de reação.

Nas análises térmicas constatou-se estabilidade até aproximadamente 300ºC. Em seguida, as condições que levaram aos melhores resultados em massa e solução (ditiol com 4% de DMPA e tetratiol com 1 e 4% de DMPA) foram utilizadas nas polimerizações em miniemulsão e os resultados em termos de teor de gel e conversão foram melhores que nas reações em massa e em solução. O teor de gel com ditiol e 4% de DMPA em massa após 4 h de reação foi de 3% e em miniemulsão foi de 20%. Com tetratiol e 1% DMPA em solução e após 4h de reação foi de 6% e em miniemulsão após apenas 1 h de reação esse teor foi pra 80%. Além disso, todas as nanopartículas poliméricas produzidas em miniemulsão apresentaram tamanho médio dentro de uma faixa estreita de 167 ± 6 e 208 ± 18 nm e PDI abaixo de 0,1. Ainda, se mantiveram sem diferença estatística durante 60 dias, indicando a estabilidade estática ao material. As formulações também foram avaliadas quanto ao potencial zeta em função do pH do meio e percebeu-se que quanto maior o pH deste, maior a estabilidade do sistema coloidal. Todas as formulações apresentaram potencial zeta maior que 40 mV em módulo. Na análise morfológica das nanopartículas poliméricas foi possível observar que a formulação com tetratiol (mais reticulada) resultou nas partículas mais definidas de formato esférico e uniforme, denso, com bordas nítidas e coloração intensa. Neste sentido, torna-se evidente que a técnica utilizada foi eficiente e que o material é muito promissor para a produção de nanopartículas poliméricas”.

 

Nossos Parabéns a Nova Mestra e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado – Thayli Ramires Araujo

13/12/2022 13:50

No dia 09/12/2022 a pesquisadora Thayli Ramires Araujo defendeu sua Tese de Doutorado intitulada “Síntese enzimática de espumas lignopoliuretanas estruturadas de alta densidade a partir de materiais renováveis”.

“A lignina é um biopolímero de cadeia ramificada, composta por álcoois fenilpropanóides, grupos funcionais como carbonilas, carboxilas, hidroxilas, entre outros. Ela é um subproduto gerado em grande pela indústria de papel e celulose, portanto, não é encontrada de forma isolada na natureza. Uma das alternativas pautadas à valorização da lignina é a produção de espumas rígidas poliuretanas, em razão das suas propriedades no potencial de substituição de recursos não renováveis no preparo de poliuretanas e melhoramento na qualidade final do produto. No entanto, o conceito de sustentabilidade aborda não só o uso de recursos renováveis, mas também o processamento do produto, a finalidade e biodegradação.

Neste estudo, foi proposta a utilização de recursos renováveis de primeira e segunda geração, uma reação de transesterificação catalisada por enzimas, utilizando óleo de mamona, glicerina e lignina, para fins de produção de lignopoliol e posteriormente o desenvolvimento de espumas rígidas poliuretanas. A capacidade catalítica das enzimas na presença de lignina foi avaliada pela caracterização dos biopolióis e investigada a influência do teor de lignina (0, 5, 10 e 15 % em massa) nas propriedades das espumas. Os polióis à base de lignina apresentaram características de fluidos newtonianos, exceto os polióis catalisados pela enzima CalB-livre com 10 % (PC10) e 15 % (PC15) de lignina incorporada, que demonstraram comportamento de fluidos tixotrópicos, os lignopolióis derivados de glicerólise enzimática por N435 apresentaram maior índice de hidroxilas. Foi observado um aumento na densidade aparente das espumas e na resistência mecânica com o aumento do conteúdo de lignina e por microscopia eletrônica de varredura (MEV) foi possível observar células de paredes mais alongadas e mais densas associadas à presença de lignina, além disso, a resistência mecânica atingiu valores superiores a 0,20 MPa. Através deste estudo, foi possível obter espumas rígidas de poliuretano de alta densidade para aplicação industrial e colaborar com um método alternativo para a funcionalização da lignina para aplicação polimérica.”

Nossos Parabéns a Nova Doutora e aos orientadores da pesquisa!

Primeira Defesa de Tese de Doutorado em Regime de Cotutela – Roberta Karoline Morais Ferreira

08/12/2022 08:19

No dia 05/12/2022, foi realizada a primeira defesa de Doutorado em regime de cotutela do PósENQ em parceria com a Universidade de Limoges (França).

Neste dia, a pesquisadora Roberta Karoline Morais Ferreira, orientada pelo Prof. Dr. Ricardo Antonio Francisco Machado (UFSC) e pelo Prof. Dr. Samuel Bernard (Universidade de Limoges), defendeu sua Tese de Doutorado intitulada “Design of Polymer-Derived Ceramic (Nano)Composites as Catalysts

A partir desta parceria, “a modificação química de um poli (vinilmetil-co-metil) silazano com complexos de acetatos, acetilacetonatos e cloretos de metais de transição, foi realizada pela rota cerâmica derivada de polímero (PDC), seguida de pirólise em diferentes temperaturas sob a mesma atmosfera para uma investigação aprofundada da formação cerâmica. Os materiais obtidos foram caracterizados quanto à estabilidade térmica, evolução da composição elementar/fase e comportamento de cristalização. Os resultados mostram que a relação molar Si:Metal, bem como as condições de tratamento térmico, têm forte influência na estrutura final do material. Cerâmicas de SiCN exibindo vários teores de metal foram obtidas independentemente do precursor de metal escolhido. Este trabalho destaca a formação in situ em baixa temperatura, de nanocristalitos de níquel embutidos em uma matriz cerâmica SiCN(O) amorfa, por meio do controle cuidadoso da química por trás do design de materiais. A pirólise do polímero pré-cerâmico modificado com Ni obtido na razão molar Si:Metal de 2,5, à 500 °C sob atmosfera de argônio revelou uma dispersão homogênea de nanocristalitos de níquel na matriz de SiCN(O). Este material recém-sintetizado realizou desempenhos eletrocatalíticos excelentes para redução de oxigênio na eletrólise de água em meio alcalino. Este inovador pré-catalisador provou ser um candidato promissor para futuras tecnologias de energia renovável.”

Nossos Parabéns a Nova Doutora e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado: Thuany Naiara Silva Laurintino

07/12/2022 08:32

No dia 02/12/2022 a pesquisadora Thuany Naiara Silva Laurintino defendeu sua Tese de Doutorado intitulada “High-Pressure Phase Equilibrium Data and Coprecipitation of Methionine and Ethyl Cellulose in Carbon Dioxide + Ethanol + Acetic Acid

Para potencial aplicação na liberação controlada de partículas de metionina, o presente trabalho visou encapsular este aminoácido pela técnica de gas antissolvente, utilizando dióxido de carbono como antissolvente e etanol e ácido acético como solventes. Além disso, para obter condições ótimas de precipitação, estudou-se o comportamento de fase do sistema em altas pressões e a modelagem termodinâmica foi realizada utilizando a equação de estado de Peng-Robinson. Os dados de transição de fase foram obtidos pelo método visual sintético, com célula de visualização de volume variável, na faixa de temperatura de 308-328 K. Para os sistemas quaternários, os solutos foram previamente solubilizados em duas concentrações diferentes, 0,1 e 0,2 mg/mL para metionina e 2,5 e 5,0 mg/mL para etilcelulose, em uma solução de etanol e ácido acético com razão em massa de etanol para ácido acético de 1:1. Uma mistura de solventes é usada porque a metionina tem uma alta solubilidade em ácido acético, mas baixa solubilidade em etanol. Assim, foram observadas transições de fase líquido-vapor, caracterizadas como bolhas na presença ou ausência de uma fase sólida. A fase sólida foi observada em frações de massa de 0,9383 (0,1 mg/mL) e 0,7251 (0,2 mg/mL) para metionina e 0,9530 (2,5 mg/mL) e 0,8997 (5,0 mg/mL) para etilcelulose, nas três temperaturas avaliadas (308-318-328 K). Em relação a encapsulação da metionina em etilcelulose com etanol e ácido acético como solvente de mistura, a influência da razão metionina/polímero (1:3, 1:2 e 1:1), temperatura (308, 313 e 318 K) e pressão (10, 12 e 14 MPa) em termos de tamanho de partícula, morfologia das partículas, porcentagem de material encapsulado, eficiência de encapsulamento e rendimento de precipitação foram avaliados.

Foram obtidas eficiências de encapsulamento de até 99,72%, para as quais a relação metionina/polímero do sistema mostrou um efeito negativo (nível de confiança de 95%). Os co-precipitados apresentaram resultados excelentes e pioneiros em termos de proteção da metionina e possível liberação controlada.

 

Nossos Parabéns a Nova Doutora e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado: Karina Luzia Andrade

18/10/2022 10:29

No dia 14/10/2022 a pesquisadora Karina Luzia Andrade defendeu sua Tese de Doutorado intitulada “Electrospun Nonwoven Mats from Polymeric Association with Natural Rubber and Functionalization with Propolis for Biomedical Applications“.

Neste estudo, fibras obtidas pela técnica de eletrofiação foram desenvolvidas mediante associação polimérica a partir de borracha natural (NR). Foram testadas as combinações de NR:Policaprolactona (NR:PCL) e NR:Polivinilpirrolidona (NR:PVP). Após otimização dos parâmetros de eletrofiação e identificação da combinação polimérica mais apropriada para produção de fibras, visando a aplicação biomédica em questão, foi realizada a funcionalização das fibras com própolis. Os resultados obtidos mediante associação NR:PCL mostraram que o material obtido exige adequações, devido a sua hidrofobicidade. A associação de NR:PVP proporcionou o desenvolvimento de superfícies fibrosas com molhabidade ajustável de acordo com a proporção de cada polímero, sendo isto comprovado experimentalmente e teoricamente. Análises de FTIR e DSC provaram a mistura física dos polímeros na associação NR:PVP. de FTIR e DSC provaram a mistura física dos polímeros na associação NR:PVP. A análise morfológica demonstrou a formação de fibras na escala micrométrica, livres de defeitos e com a presença de pontos de cruzamento. A adição de PVP em NR causou uma diminuição do diâmetro médio das fibras e em concentrações ≥ 50%, permitiu a obtenção de um material hidrofílico, compatível com as aplicações em lesões cutâneas. A amostra fibrosa com maior potencial de aplicação em lesões de pele foi designada sendo a NR:PVP 50:50, a qual foi submetida ao teste de dissolução em água e a sua dissolução parcial foi observada, o que sugere que a amostra é um candidato promissor como matriz para liberação de medicamentos. Diante deste cenário, esta amostra foi funcionalizada com própolis. A funcionalização com própolis interferiu no diâmetro médio das fibras e nas características de molhabilidade, enfatizando a hidrofilicidade do material. Além disso, não foi observada citotoxicidade significativa para o material desenvolvido.

Conclui-se então que a incorporação de PVP em NR afetou positivamente as propriedades de superfície do biomaterial, exibindo características que podem ser de interesse em aplicações biomédicas quando o controle da molhabilidade é necessário, como em lesões cutâneas. Vale destacar ainda a possibilidade de manter e melhorar as propriedades biológicas do biomaterial através da funcionalização com própolis.

 

Nossos Parabéns a Nova Doutora e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Dissertação de Mestrado: Fernando Elias Guckert

13/09/2022 10:48

No dia 12/09/2022 o pesquisador Fernando Elias Guckert defendeu sua Dissertação de Mestrado intitulada “Synthesis of polybutylene succinate by enzymatic transesterification:A study of kinetic behavior and enzymatic stability in the reuse of immobilized lipase“. O objetivo dessa pesquisa foi descrever o comportamento cinético da síntese de Polibutileno Succinato (PBS) através da transesterificação enzimática de dietilsuccinato e 1,4-butanodiol utilizando lipase imobilizada (N435) em reações em massa e solução. Além disso, foi investigada a recuperação e reutilização do biocatalisador em novos ciclos de produção de PBS, para avaliar a atividade enzimática e a estabilidade na reutilização, bem como o grau de polimerização e distribuição da massa molar dos materiais poliméricos obtidos pelo processo de síntese.

 

“Para as reações em massa, foram utilizados 0,1 mol de cada monômero (DS e BDO), sob agitação de 400 rpm e vácuo de 0,1 atm, avaliando-se o efeito das concentrações de N435 (5, 10 e 20 m/m%) e temperatura (60 a 100 °C). Para as reações em solução, as condições foram similares, avaliando-se a adição de 5 e 50 m/m% de DE no meio reacional. A quantidade de N435 foi fixada em 10 m/m%, avaliando-se as temperaturas de 70, 80 e 90 °C. Em cada sistema, foram selecionadas as melhores condições de síntese para a análise do reuso da N435. As reações em massa apresentaram limitações difusionais das cadeias até o sítio ativo da enzima imobilizada, devido às altas viscosidades do meio nas temperaturas investigadas.

Nas reações em massa, a condição de melhor desempenho foi com 10 m/m% de N435 a 90 °C. O tempo de reação foi de 90 minutos, obtendo-se 8,08 g de subprodutos (sendo 9,20 o valor estequiométrico) e Mw de 4000 g.mol-1. Nesta condição, o procedimento de reuso apresentou 4 ciclos com boa estabilidade enzimática. A atividade inicial da N435 foi 32,4 U.g-1, decaindo para 3,8 U.g-1 ao final do reuso. Além disso, testes indicaram entupimento dos poros do suporte enzimático por cadeias poliméricas após o reuso, contribuindo para o decaimento da atividade enzimática. Para o sistema em solução, maiores taxas de remoção de etanol foram observadas com 5 m/m% de DE. Limitações viscosimétricas ainda foram observadas nesta condição, decaindo com o aumento das temperaturas de reação. Utilizando-se 50 m/m% de DE, foram observados maiores tempos de reação, devido à menor viscosidade gerada pelo solvente. Porém, quanto maior a diluição, menores taxas de reação foram obtidas. Dessa forma, a condição de 5 m/m% de DE apresentou destaque, com valores de Mw entre 2500 e 3350 g.mol-1, sendo aplicada aos procedimentos de reuso, na temperatura de 70 °C (condição ótima de operação da N435), em reações de 60 minutos. Na presença do DE, os resultados indicaram perda significativa de atividade, onde a atividade enzimática inicial foi 31,1 U.g-1, decaindo para 4,5 U.g-1 após o primeiro ciclo de uso, e 1,9 U.g-1 ao fim de 3 ciclos. Um grande decaimento no rendimento em massa do polímero foi observado, em que o valor inicial foi 74,9 %, decaindo para 16,9 % no 3° ciclo de reuso. Testes adicionais sobre os efeitos do DE em contato com a N435 indicaram interações no suporte da enzima, causando maior porosidade, além da lixiviação da enzima adsorvida no suporte, justificando a perda de atividade da N435. Comparando-se os resultados de reuso da N435, o sistema em massa foi mais eficiente, com maior estabilidade da enzima, enquanto que o uso do solvente aumentou as taxas de perda de atividade”.

Nossos Parabéns ao novo Mestre e aos orientadores da pesquisa!

PósENQ se mantém como Programa de Excelência CAPES, nota 7!

13/09/2022 09:17

É com grande satisfação que compartilhamos a Avaliação Quadrienal da CAPES (2017 a 2020)! Novamente, com o empenho de todos(as), o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (PósENQ/UFSC) manteve sua excelência, Nota 7.

O Parecer da Comissão de área sobre o mérito do PósENQ, segundo o próprio documento da CAPES foi:
“Trata-se de um programa que já era nota 7 no quadriênio anterior e justifica, segundo a avaliação desta comissão, a manutenção neste nível. Obteve índice muito bom nos três quesitos (programa, formação e impacto social), tanto nos aspectos quantitativos como qualitativos avaliados neste quadriênio. Sendo destaques deste programa o alto índice de bolsistas CNPq de produtividade no corpo docente, produção qualificada e projetos. No grupo dos cursos PPG 5+, se diferenciou em razão da sua inserção internacional, impacto acadêmico e visibilidade”

A laboração foi árdua, mas o resultado nos transmite a certeza de que estamos no caminho certo, na formação de recursos humanos do mais elevado nível na área de Engenharia Química, colaborando com o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil e do mundo, buscando a ampliação do impacto social e da internacionalização nas atividades diárias do Programa.

Agradecemos o corpo docente/discente do PósENQ e a Comissão Avaliadora da CAPES pelo sério trabalho desempenhado.

#OrgulhoDeSerPósENQ

Fonte: https://posenq.posgrad.ufsc.br/2022/09/12/9268/

Pesquisador do LCP desenvolve parte da sua tese de Doutorado no Politécnico di Milano

06/09/2022 08:37

Entre os meses de março e agosto de 2022, Renato Melo, pesquisador de nível Doutorado do LCP, realizou parte do seu projeto de Tese na Itália, por meio de uma parceria entre os grupos SuPER, sob coordenação do professor Flávio Manenti, e LCP/UFSC gerido pelo professor Dr. Ricardo Antonio Francisco Machado.

 

Com o apoio da FAPESC, foi possível que o pesquisador desenvolvesse parte da sua pesquisa que é relacionada a inteligência artificial aplicada a processos químicos industriais, fruto da parceria com a Itelyum – Indústria Italiana Especializada em Regeneração de Óleo, onde foram desenvolvidos algoritmos para predição de comportamento de reformador para produção de Hidrogênio.

 

 

Segundo Renato:

Foi uma experiência incrível, consegui desenvolver habilidades pessoais e profissionais, uma vez que além de aprender a língua italiana, também desenvolvi o capítulo da minha tese de Doutorado dedicado à inteligência artificial aplicada à Engenharia Química

 

Seleção de Bolsistas de Graduação

02/09/2022 08:36

O professor Rodolfo César Costa Flesch, coordenador do Programa de Formação de Recursos Humanos para o Setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (PRH-ANP) intitulado “Formação de Engenheiros em Automação, Controle e Instrumentação para Petróleo, Gás e Biocombustíveis”, torna público o presente edital para o processo seletivo simplificado de seleção de bolsistas de graduação para participarem do programa.

O Edital com o cronograma e as informações necessárias para a inscrição está disponível no link:

Edital N.20 – Seleção de Bolsistas de Graduação 2022  

Para participar do processo seletivo, o(a) candidato(a) deverá enviar os seguintes documentos, conforme consta no edital:


a) ficha de inscrição (anexo 1 deste edital) preenchida e assinada;
b) cópia do currículo Lattes atualizado;
c) cópia da carteira de identidade;
d) cópia do cadastro de pessoa física (CPF);
e) cópia do histórico escolar de graduação;

A inscrição no processo seletivo ocorre por meio do envio desses documentos digitalizados para o e-mail prh.automacao@contato.ufsc.br. No assunto do e-mail deverá constar: “Inscrição graduação 2022 – ”, sem as aspas, seguido do nome do candidato.

Por exemplo, o candidato Fulano de Souza deve enviar e-mail com o assunto “Inscrição graduação 2022 – Fulano de Souza”.

As inscrições devem ser efetivadas até o dia 9/9/2022.

horário e local das entrevistas serão informados na página do Programa PRH 2.1 na Internet: prhautomacao.ufsc.br

Defesa de Tese de Doutorado: Jeovandro Maria Beltrame

29/08/2022 14:14

No dia 26/08/2022 o pesquisador Jeovandro Maria Beltrame defendeu sua Tese de Doutorado intitulada: “Modification of Polyesters for the Production of Nanomaterials with Biomedical Applications

“A necessidade de novos dispositivos inteligentes e projetados para mimetizar propriedades e comportamentos biológicos vem despertando constante interesse para o desenvolvimento de dispositivos que visam as aplicações biomédicas. O uso de polímero com características biocompatível e biorreabsorvível possui um interesse particular para aplicações biomédicas. Nesse sentido, poliésteres emergem como uma das classes de polímeros mais estudadas e promissoras para estas aplicações, devido a sua capacidade de serem biorreabsorvidos e/ou biodegradados, além de serem biocompatíveis.

A polimerização de poliésteres por abertura de anel pode ser realizada por enzimas, consideradas catalisadores “verdes”, visto que o seu uso não gera resíduos tóxicos e a reação pode ser conduzida em condições brandas de forma eficiente. Adicionalmente, quando os poliésteres possuem insaturações estas podem ser modificadas, o que possibilita a incorporação de moléculas por ligação covalente com o viés de proporcionar uma redução na hidrofobicidade e cristalinidade dos polímeros.

Logo, este trabalho relata a síntese de poli(globalide-co-ε-caprolactona) (PGlCL) por polimerização por abertura de anel via enzimática (e-ROP) e sua posterior modificação com NAC e Cys, permitindo o desenvolvimento de biomateriais inteligentes viabilizando a liberação enzimática acionada em pH controlado”.

 

Nossos Parabéns ao novo Doutor e aos orientadores da pesquisa!

Defesa de Tese de Doutorado: Heloisa Ramlow

26/08/2022 10:23

No dia 25/08/2022 a pesquisadora Heloisa Ramlow defendeu sua Tese de Doutorado intitulada: “Polysilazane-derived electrospun SiCN fiber mats: characterization and application in electromagnetic field shielding and electrochemical energy storage”, cujo objetivo foi caracterizar e aplicar tapetes fibrosos de SiCN em armazenamento de energia e blindagem eletromagnética.

“Neste trabalho, a eletrofiação do polissilazano foi otimizada por meio de uma abordagem estatística para a obtenção de fibras mais finas. A evolução do polímero para cerâmica a alta temperatura e o material resultante após pirólise foram avaliados por análises térmicas e técnicas de espectroscopia e difração de raios X. Os tapetes fibrosos de SiCN foram testados como absorvedores de campos eletromagnéticos e como eletrodos de bateria íon-lítio.

As vantagens de utilizar cerâmicas derivadas de polímeros moldadas por eletrofiação foram comprovadas por meio do controle da composição e da estrutura molecular da cerâmica e da morfologia das fibras. As aplicações dos tapetes fibrosos de SiCN comprovadas nesta tese inspirarão o trabalho futuro no campo de cerâmicas avançadas”.

Nossos Parabéns à nova Doutora e aos orientadores da pesquisa. 

Defesa de Dissertação de Mestrado: Nathalia de Oliveira Azevedo

24/08/2022 10:30

No dia 23/08/2022 a pesquisadora Nathalia de Oliveira Azevedo defendeu sua Dissertação de Mestrado intitulada: “Obtenção de Hidrogéis de PVP- Ágar por Irradiação Micro-ondas Incorporados com Compostos Bioativos“.

“Os hidrogéis são materiais poliméricos formados por uma rede tridimensional reticulada, estabelecida através de ligações covalentes ou interações não covalentes. São produzidos a partir de materiais naturais ou sintéticos, contendo de 10% a 98% de água em sua composição, gerando uma estrutura inchada, altamente porosa. Possuem a capacidade de intumescer e reter água ou fluidos, sendo aplicados a produtos higiênicos, agricultura, sistemas de liberação de drogas, vedação, produtos farmacêuticos, aplicações biomédicas, engenharia de tecidos, curativos, entre outros.

Neste estudo, a polivinilpirrolidona (PVP) e o ágar foram utilizados em meio aquoso para obtenção de um hidrogel, por reticulação via aquecimento convencional e via reator de micro-ondas, ambos na mesma temperatura e com a presença de iniciador.

A partir deste ponto, comparações entre os métodos de aquecimento convencional e irradiação micro-ondas foram estudados. Após, análises de fração de gel e intumescimento permitiram ao hidrogel incorporar o extrato da folha de Acca sellowiana (O. Berg) Burret. Então, propriedades morfológicas e reológicas foram investigadas”.

Nossos Parabéns à nova Mestra e aos orientadores da pesquisa.

Udesc lança concurso público com vagas de professor efetivo em Joinville

22/08/2022 08:26

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) lançou o edital do concurso público 01/2022, para professor efetivo, com inscrições gerais entre 15 de agosto e 13 de setembro.

A taxa de inscrição é de R$ 200, via boleto, mas há a possibilidade de isenção para doadores de sangue e/ou medula, voluntários da Justiça Eleitoral e jurados que atuam no Tribunal do Júri no âmbito do estado de Santa Catarina, com prazo de 15 a 25 de agosto.

A remuneração inicial de professor da Udesc no regime de trabalho de 40 horas é de R$ 8.640,96 para candidatos com mestrado e de R$ 11.234,24 para quem tem doutorado. Além disso, os docentes contratados pela universidade terão auxílio-alimentação de R$ 29,25 por dia útil trabalhado.

Maiores informações e acesso ao edital: https://www.udesc.br/concursopublico/012022

 

Retorno das defesas no formato semipresencial – Defesa de Dissertação de Mestrado: Tailin Rieg

15/08/2022 08:52

No dia 12/08/2022 aconteceu mais uma defesa de Dissertação de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (Pós-ENQ) e dessa vez, marcou-se o retorno das defesas no formato semipresencial.

A pesquisadora Tailin Rieg defendeu sua dissertação intitulada Chitosan-Gelatin Beads Containing Copaiba Oil By Nanoemulsion Complex Coacervation, a qual tinha como objetivo o desenvolvimento de uma nanoemulsão de óleo de copaíba seguida de encapsulação com coacervados do complexo gelatina/quitosana, visando aumentar a estabilidade e biodisponibilidade do óleo.

“Primeiramente, o desenvolvimento da nanoemulsão foi avaliado por espalhamento dinâmico de luz (DLS) e aprimorado através da avaliação de diferentes variáveis ​​de processamento. Diâmetro médio de partícula de 281,6 ±  5,813 nm e PdI de 0,293 ±  0,006 foram alcançados após homogeneização a 13.000 rpm por 6 min. A determinação do potencial Zeta foi realizada para avaliar a estabilidade da emulsão. O resultado sugeriu que a gelatina cobriu a superfície das nanocápsulas e legitimou a incorporação adicional de polissacarídeo catiônico para coacervação complexa. A formação de partículas coacervadas foi investigada em três proporções diferentes de quitosana para gelatina (CS:G) (1:15, 1:10 e 1:5) em pH 5,0. Complexos solúveis foram formados a uma razão CS:G de 1:15. Nas condições testadas, a formação de coacervados foi levemente maior na razão CS:G de 1:10 (89%). Os resultados sugeriram a influência da razão mássica dos biopolímeros para o rendimento de coacervação bem como para as morfologias de encapsulamento. Imagens de microscopia óptica e espectros de FTIR indicaram a incorporação de gotículas de óleo de copaíba pelo processo de coacervação, e esferas multinucleadas foram evidenciadas pela primeira análise. O encapsulamento do óleo de copaíba por esferas de coacervados de quitosana e gelatina foi também apontado a partir das imagens obtidas por microscopia eletrônica de transmissão”.

Em resumo, este trabalho desenvolveu um sistema de coacervado formado sem o uso de agentes químicos de reticulação como uma abordagem eficiente para encapsulamento de nanoemulsão de óleo de copaíba.


Nossos Parabéns à nova Mestra e aos professores orientadores da pesquisa.

Aprovado o Projeto de Dupla Diplomação entre PósENQ/UFSC e FAU Erlangen-Nuremberg

11/08/2022 14:19

resultado final do Edital de Chamada Pública FAPESC Nº 24/2022 referente ao Programa de Fomento a Cursos de Doutorado com Dupla Diplomação de Instituições de Ensino Superior do Estado de Santa Catarina foi divulgado em 5 de agosto. Foram aprovados 4 projetos, sendo 2 deles da UFSC. O projeto “Doutorado em Engenharia com Dupla Diplomação UFSC-FAU/Alemanha” é coordenado na UFSC pela Prof. Débora de Oliveira, liderado pelo PósENQ, com participação do PGMAT, ambos com conceito 7 na CAPES. O projeto conta com a parceria internacional da Friedrich-Alexander-Universität Erlangen-Nürnberg (FAU), Alemanha, sob coordenação do Prof. Aldo Boccaccini. Serão beneficiados prioritariamente, com bolsas e passagens respectivas, até 6 doutorandos da UFSC e da FAU, que deverão fazer estágios de até 12 meses nas universidades anfitriãs. Além desses estudantes bolsistas, outros discentes de Mestrado e Doutorado serão incentivados a participar de atividades de intercâmbio entre as universidades parceiras, através do compartilhamento de disciplinas e orientadores.

Além disso, serão beneficiados, com bolsas respectivas, até 6 docentes do PósENQ que oferecerão disciplinas, na língua inglesa, a estudantes brasileiros e alemães. Atualmente, as disciplinas em inglês disponíveis no PósENQ pertencem tanto ao elenco de obrigatórias (*) quanto ao de eletivas:

  • Advanced Chemical Reaction Engineering
  • Biochemical Engineering (*)
  • Biological Waste Treatment
  • Emulsion and Miniemulsion Polymerization Processes
  • Kinetics of Chemical Processes (*)
  • Polymeric Nanomaterials Characterization
  • Principles of Ceramics Processing
  • Transport Phenomena (*)

A UFSC e a FAU têm um histórico de mais de 20 anos de cooperação na área de Engenharias. Inclui-se como resultado dessa cooperação uma tese desenvolvida em regime de cotutela entre o PGMAT e a universidade alemã, defendida e aprovada em 2020 por Tobias Benitez. A partir do financiamento da FAPESC, a ideia desse projeto é facilitar os trâmites burocráticos e a mobilidade interinstitucional a partir da implementação de uma Convenção Geral entre a UFSC e a FAU para a dupla diplomação de doutorado, cuja minuta já foi elaborada e está em trâmite nas respectivas instituições.

Ao final do projeto, os(as) estudantes que atenderem os requisitos exigidos pelas universidades signatárias da Convenção, receberão, respectivamente, os títulos de “Doutor em Engenharia Química” ou “Doutor em Ciência e Engenharia de Materiais” por parte da UFSC e de “PhD in Engineering” (“Doktor der Ingenieurwissenschaften” – Dr.-Ing.), por parte da FAU.

Lista de provisória liberação – Uso da estrutura no mês de Janeiro 2022

07/01/2022 20:33

Informamos aos interessados que a resposta das solicitações para uso dos Laboratório no mês de Janeiro está disponível. Devido determinação da chefia do departamento, segue normas:

  • É recomendável que o usuário tenha somente um acesso por dia, evitando saídas para almoço/lanche no mesmo dia;
  • Notificar imediatamente qualquer suspeita de sintomas tanto dos alunos/professores/funcionários como com os seus co-habitantes;
  • Higienização dos espaços utilizados após a sua finalização.

Lembramos a todos os pesquisadores que as medidas de distanciamento físico e higienização do local devem ser respeitadas.

Dado a grande quantidade de solicitações, os dias e horários devem ser respeitados e quem não possui autorização não deve ir ao local. 

Afim de proporcionar maior comodidade e otimização, o agendamento de horários deve ser realizado via google agenda. Caso não tenha acesso a ela, solicitar link enviando email para lcp.enq@contato.ufsc.br

Abaixo está o documento dos alunos autorizados:

Lista de autorizações para o mês de Janeiro – Provisória

Lista de liberação – Uso da estrutura no mês de Dezembro 2021

01/12/2021 07:54

Informamos aos interessados que a resposta das solicitações para uso dos Laboratório no mês de Dezembro está disponível. Devido determinação da chefia do departamento, segue normas:

  • É recomendável que o usuário tenha somente um acesso por dia, evitando saídas para almoço/lanche no mesmo dia;
  • Notificar imediatamente qualquer suspeita de sintomas tanto dos alunos/professores/funcionários como com os seus co-habitantes;
  • Higienização dos espaços utilizados após a sua finalização.

Lembramos a todos os pesquisadores que as medidas de distanciamento físico e higienização do local devem ser respeitadas.

Dado a grande quantidade de solicitações, os dias e horários devem ser respeitados e quem não possui autorização não deve ir ao local. 

Afim de proporcionar maior comodidade e otimização, o agendamento de horários deve ser realizado via google agenda. Caso não tenha acesso a ela, solicitar link enviando email para lcp.enq@contato.ufsc.br

Abaixo está o documento dos alunos autorizados:

Lista de autorizações para o mês de Dezembro

Lista de liberação – Uso da estrutura no mês de Novembro

01/11/2021 13:59

Informamos aos interessados que a resposta das solicitações para uso dos Laboratório no mês de Novembro está disponível. Devido determinação da chefia do departamento, segue normas:

  • É recomendável que o usuário tenha somente um acesso por dia, evitando saídas para almoço/lanche no mesmo dia;
  • Notificar imediatamente qualquer suspeita de sintomas tanto dos alunos/professores/funcionários como com os seus co-habitantes;
  • Higienização dos espaços utilizados após a sua finalização.

Lembramos a todos os pesquisadores que as medidas de distanciamento físico e higienização do local devem ser respeitadas.

Dado a grande quantidade de solicitações, os dias e horários devem ser respeitados e quem não possui autorização não deve ir ao local. 

Afim de proporcionar maior comodidade e otimização, o agendamento de horários deve ser realizado via google agenda. Caso não tenha acesso a ela, solicitar link enviando email para lcp.enq@contato.ufsc.br

Abaixo está o documento dos alunos autorizados:

Lista de autorizações para o mês de Novembro

LINDEN-UFSC participa de evento do BRICS na área de Materiais e Nanotecnologia

27/10/2021 10:57

A convite da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação, por meio da Coordenação-Geral de Tecnologias Habilitadoras do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o Prof. Dachamir Hotza, vice-coordenador do Laboratório Interdisciplinar para o Desenvolvimento de Nanoestruturas está representando a UFSC no 3rd Meeting of the BRICS Working Group on Materials Science and Nanotechnology.

As tratativas do Grupo de Trabalho em Ciência dos Materiais e Nanotecnologia, no âmbito do agrupamento BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), iniciaram em 2017 e até o momento, após duas reuniões, já foram definidas as diretrizes básicas para a criação de uma Rede BRICS de Ciências dos Materiais e Nanotecnologia (BRICS-RCMN). A Rede proposta é um consórcio acadêmico sem fins lucrativos, unindo e colocando em rede, voluntariamente, as principais universidades e organizações de pesquisa dos países BRICS nas áreas de Ciência dos Materiais e Nanotecnologia.

A parte brasileira do BRICS-RCMN é composta por 5 laboratórios do Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (SisNANO) que demonstraram interesse em participar das discussões dos encontros do Grupo de Trabalho em Ciência dos Materiais. Neste grupo está incluído o LINDEN/UFSC, coordenado pelo Prof. Ricardo Antonio Francisco Machado, do Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos (EQA).

O Encontro ocorre em formato híbrido, presencial ou virtualmente, por videoconferência, de 26 a 28 de outubro de 2021, em Manaus, Amazonas, tendo como organizadores o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM) e o MCTI. As atividades podem ser acompanhadas pelos inscritos no site do evento, que também tem transmissão ao vivo no canal do YouTube da TV IFAM.

Neste evento, o Prof. Dachamir está apresentando as potencialidades e interações internacionais do LINDEN-UFSC, cuja participação está também disponível em português ou inglês, nos respectivos links.

Atualmente, o LINDEN participa de um projeto BRICS, financiado no Brasil pelo CNPq, e coordenado na UFSC pelo Prof. Pedro Henrique Hermes de Araújo (EQA/CTC) intitulado “Polymeric Nanostructures for Treatment of Microbial Infections”, que tem como parceiros os institutos NIAB, em Hyderabad, Índia, e o NERCN, de Xangai, China.

Mais informações sobre o evento em:

http://www2.ifam.edu.br/noticias/em-manaus-am-representantes-de-paises-do-brics-participam-de-evento-sobre-ciencia-dos-materiais-e-nanotecnologia/view

  • Página 1 de 4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4